A dinofilariose ou “verme do coração” como é conhecida vulgarmente é uma doença causada por um parasita transmitido por mosquitos, e pode ser prevenida facilmente com a administração mensal oral ou tópica de ivermectina ou selamictina.

Este texto é de caráter informativo ! Consulte seu veterinário para que ele calcule a dose correta, pois ela depende do peso do furão. Uma dose maior que a necessária poderá causar falência hepática ou renal, e uma dose menor não fará efeito. Jamais medique seu furão sem orientação adequada !

É um tratamento barato e muito eficaz para a prevenção da doença.

Use repelente de mosquitos elétrico no comodo onde dormem, 24 horas por dia.

O parasita é uma microfilária, que uma vez instalada, a doença compromete seriamente a qualidade de vida do furão, levando frequentemente à morte. O tratamento nesta fase é longo, arriscado e caro. O problema é que é uma doença de difícil diagnóstico por parte de veterinários não familiarizados com furões e de difícil percepção por parte dos donos.

O principal risco do tratamento nesta fase é o entupimento dos vasos sanguíneos pelos vermes mortos (embolia).

O verme interfere com a capacidade de bombeamento de sangue do coração e pode migrar para outros órgãos, como os pulmões, onde causa dano severo. O tamanho do coração fica aumentado, assim como a pressão arterial.

Fique sempre atento a mudanças de comportamento e aos sintomas abaixo mencionados.

Os sintomas principais são:

  • Batimentos cardiacos acelerados
  • Fraqueza
  • Perda de apetite
  • Perda de peso
  • Perda de massa muscular
  • Acumulação de fluidos no peito e no abdomen

Caso tenha alcançado os pulmões, outros sintomas aparecem:

  • Tosse
  • Respiração rápida e curta (falta de ar)
  • Ruidos como estalos ao respirar, característicos de penumonia severa.